sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

II Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo

O Memorial da América Latina oferece de 2 a 8 de março uma série de espetáculos premiados de treze companhias teatrais da América Latina, Portugal e Espanha. O II Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo traz, ainda, uma oficina com o dramaturgo brasileiro Chico de Assis. A entrada é gratuita. Confira a programação:

2/03 (segunda):
21h - A Noite dos Palhaços Mudos, do cartunista Laerte, com a Cia La Mínima – SP, Brasil. Direção Álvaro Assad. Indicado ao Prêmio Shell 2008 em 3 categorias (direção, música e ator).

3/03 (terça):
19h - Crudo. Direção: Mariela Asensio, Argentina;21h - Histórias de Chocar. Direção: Rita Clemente e Paulo Azevedo, MG, Brasil.

4/03 (quarta):
16h - Panorama atual do Teatro Paulista, frente à América Hispana e Ibéria. Debate com José Renato, Graça Berman, Alberto Guzik e diretor estrangeiro a confirmar. Mediadora: Renata Pallotini. Local: Sala dos Espelhos;19h - Senhora dos Afogados. Cia Firma de Teatro. Direção: José Henrique de Paula, SP, Brasil;
21h - M³ (Metro Cúbico), Direção: Jorge e Fernando Sánchez-Cabezudo, Espanha.

5/03 (quinta):
16h - O papel das Escolas de Teatro em nossa América. Debate com Nancy Fernandes Manzano, José Manuel Lázaro e diretor Estrangeiro a confirmar. Mediadora: Elvira Gentil. Local: Sala dos Espelhos;
19h - Rifar El Corazón. Direção: Dino Armas. Bolívia;
21h - Viúva, porém honesta. Grupo GATU. Direção: Eloisa Vitz, SP, Brasil.

6/03 (sexta):
16h - Conexão Latina: peças em espanhol no Brasil e espetáculos inesquecíveis na América Latina. Debate com Hugo VillaVicenzio, Renata Pallottini e diretor estrangeiro a confirmar. Mediadora: Glória Levy;
19h - On Co To? Quem co Sô? Prom co Vô? Circo Navegador. Direção: Lucciano Draetta, SP, Brasil;
21h - Mujeres de Lorca. Direção: Glória Levy. Uruguai.

7/03 (sábado):
15h às 18h - Oficina de Dramaturgia com Chico de Assis. Local: Sala dos Espelhos. 80 vagas. Inscrições gratuitas pelo site www. memorial.sp.gov.br;
19h - Ursula Iguarán... Cien años de mujer. Cia Delta Teatro. Direção: Hugo Aristimuño. México;
20h - Cordel do Amor Sem Fim. Trupe Sinhá Zózima. A peça é encenada em um ônibus em circulação pelo bairro. 36 lugares;
21h - O Homem Inesperado. Cia NB Produções. Direção: Emilio de Mello, SP, Brasil.

8/03 (domingo):
19h - Medea. Compañia Hubert de Blank. Direção: Abelardo Estorino, Cuba;
20h - Cordel do Amor Sem Fim. Trupe Sinhá Zózima;
21h - Ptolomeu e sua viagem de Circum-navegação. Grupo Art´Imagem. Direção: José Leitão, Portugal.

Todos os dias
Cenas Curtas. Pequenas leituras cênicas, teatralizações de partes de textos e performances apresentadas por artistas da cena teatral brasileira. Foyer do auditório, 20h.


Serviço

II Festival Ibero-AmericanoMemorial da América Latina

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Metrô Barra Funda (Barra Funda)
2/03 a 8/03
Segunda a domingo, das 19h às 21h
Grátis
Tel: (11) 3823-4600

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

“Lux” ilumina a Capela do Morumbi

A Capela do Morumbi, igreja erguida na época dos bandeirantes, exibe até o dia 1º de março a exposição “Lux”, da artista Laura Vinci. A instalação traz 500 peças de vidro transparente Murano, produzidas por mestres-vidreiros, suspensas por cabos de aço presos ao teto. Alguns desses vidros foram preenchidos com pequenas lâmpadas de cor branca. “Lux” ilumina o lugar revelando a beleza da arquitetura da capela.






Serviço
Lux

Capela do Morumbi
Av. Morumbi, 5.387
Até 1/03
Terça a domingo, das 9h às 17h
Grátis
Tel.: 11 3772-4301

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Que pecado!

Conclusões de um estudo realizado na Itália e ratificado pelo Vaticano apontam que a luxúria é o pecado mais comum entre os homens, seguido pela gula e pela preguiça. A soberba foi eleita o pecado preferido entre as mulheres, ficando pouco à frente da inveja e da ira.

A curiosa pesquisa, cujo resultado parece-me demonstrar que os homens passam bem com seus pecados enquanto as tolas mulheres sofrem com os fardos dos seus, foi baseada em uma análise de confissões de fiéis da Igreja Católica, feita pelo professor, padre jesuíta e quase centenário Roberto Busa. E quem comentou a descoberta do que já imaginávamos no jornal do Vaticano, L'Osservatore Romano, foi o monsenhor Wojciech Giertych, “personal theologer” do papa Bento 16.

Dos sete pecados capitais eleitos pelo papa Gregório no século 6 e revisados por São Tomás de Aquino no século 17 – soberba, avareza, inveja, ira, luxúria, gula e preguiça –, seria certo os homens "exercerem" os bons e as mulheres os ruins? Acorda, mulherada!