quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Que pecado!

Conclusões de um estudo realizado na Itália e ratificado pelo Vaticano apontam que a luxúria é o pecado mais comum entre os homens, seguido pela gula e pela preguiça. A soberba foi eleita o pecado preferido entre as mulheres, ficando pouco à frente da inveja e da ira.

A curiosa pesquisa, cujo resultado parece-me demonstrar que os homens passam bem com seus pecados enquanto as tolas mulheres sofrem com os fardos dos seus, foi baseada em uma análise de confissões de fiéis da Igreja Católica, feita pelo professor, padre jesuíta e quase centenário Roberto Busa. E quem comentou a descoberta do que já imaginávamos no jornal do Vaticano, L'Osservatore Romano, foi o monsenhor Wojciech Giertych, “personal theologer” do papa Bento 16.

Dos sete pecados capitais eleitos pelo papa Gregório no século 6 e revisados por São Tomás de Aquino no século 17 – soberba, avareza, inveja, ira, luxúria, gula e preguiça –, seria certo os homens "exercerem" os bons e as mulheres os ruins? Acorda, mulherada!

Nenhum comentário: