quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Radio-controlled micro surfing !


Interessante esse brinquedinho, hein...
Para os dias de marola, é claro.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Sensibilidade morta


O homem de sensibilidade justa e reta razão, se se acha preocupado com o mal e a injustiça do mundo, busca naturalmente emendá-la, primeiro, naquilo em que ela mais perto se manifesta; e encontrará isso em seu próprio ser. Levar-lhe-á essa obra toda a vida.

Tudo para nós, está em nosso conceito do mundo; modificar o nosso conceito do mundo é modificar o mundo para nós, isto é, é modificar o mundo, pois ele nunca será, para nós, senão o que é para nós. Aquela justiça íntima pela qual escrevemos uma página fluente e bela, aquela reformação verdadeira, pela qual tornamos viva a nossa sensibilidade morta — essas coisas são a verdade, a nossa verdade, a única verdade.


Fernando Pessoa

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Sapatos - VI

Dispensa comentários.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Espuma de Nutella com Frutas Vermelhas


Ingredientes

Espuma
150g de Nutella
50g de chocolate meio-amargo
150g de creme de leite
150g de clara de ovo

Frutas vermelhas
100g de morango
100g de framboesa
50g de amora
35g de açúcar

Modo de preparo

Espuma
Primeiro misture a Nutella e o chocolate meio-amargo em uma vasilha. Leve o creme de leite para esquentar em banho maria até amornar. Tire do fogo e misture o chocolate ao creme de leite. Deixe esfriar. Incorpore as claras delicadamente. Coloque a mistura em um sifão (como aquelas garrafas de chantilly) e deixe em banho-maria a 75°C.

Frutas vermelhas
Leve todos os ingredientes (as frutas e o açúcar) ao fogo até que amaciem (de sete a dez minutos). Reserve.

Montagem
Coloque as frutas em uma taça e a espuma sobre as frutas. Sirva imdediatamente.

Rendimento: 6 porções

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

monólogo interior


dilacero meu umbigo e arrasto meu inimigo pelos quartos ensolarados e incendeio minha língua no carvão dos textos e bagunço as gavetas da pele rabiscando um livro e tenho um sonho lindo que não cabe na mão fechada e aparo os dedos que crescem como grama e deixo a lua pela última sombra que não assusta meu nome e eu enterro dentes nos bolsos de minha saia e abro a memória como a carne de tuas idéias e as frutas vermelhas sob o sol e jogo as flores sobre as estrelas caídas da anunciação e festejo o sorriso que rasga a paisagem e adubo a imagem da praia vagando pela cidade e corro em cima das pedras do aquário de ontem e bebo as imagens sonolentas da televisão e perco a fala no circo de tua morte e desfaço o terreno do desejo ordinário e imito o cristo que some e consumo as vésperas do abraço contra o fogo e afago as noites cerradas ao meio e amo as posições sublunares e devoro as lamentações do futuro e fraturo a cabeça das teorias e rasgo a página de letras mortas e morro nas virtudes da morna terra e erro nas ruas inventadas e recrio o rio violento das minhas pálpebras e inundo a sala de sons graves e gravo as narrativas sob as árvores da utopia e meto o cotovelo na origem do mundo e mudo as almas de lugar e ligo as máquinas do teu nascimento e na sequencia aqueço as navalhas do esquecimento e fujo do castelo das neblinas e nado para os dias distantes da infância e faço as letras da música surda e nego às entranhas o calor da cama e ofereço ao tempo os espíritos da faca e sujo os lábios no sal das brigas e brando a temperatura da fonte e fumo a alegria das manhãs anunciadas pelo silêncio.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

I-phone

Bando de nerds!
Por que sempre tocam Hotel California ou Stairway to Heaven?!! Rrrrrrr! Ninguém aguenta mais!Adicionar vídeo video

Chinese eye test


Não consegue ler?
Experimente puxar os olhos, para ficar semelhante aos chineses...