terça-feira, 22 de maio de 2012

A moça

Mil poemas e mil noites guardou a moça no corpo-violão, marfim e madrepérolas, para que ninguém tocasse.

(Janaína Leite)

Um comentário:

Landinho disse...

Parabéns, muitas felicidades!