quarta-feira, 20 de março de 2013

Moça estridente no restaurante esparrama fatos, faz rubro o frango grelhado das mesas vizinhas. "Eu gosto de assistir aos filmes do meu jeito, coloco a fita para rodar a partir dos 15 minutos. Prefiro imaginar começos", conta. Os amigos, resguardados em suas verduras, nem dão bola. Mania dela de chamar a atenção. Penso comigo que sou pior que a moça: invento começo, meio e fim para a história dos outros -- e nem sempre nessa ordem. Mas as guardo para mim. Em voz alta só o ocorrido bem corrido. Sirvo apenas o pão de cada dia.

Nenhum comentário: