sábado, 8 de maio de 2010

Do que você precisa para ser feliz?


Já reparou como até a felicidade é relativa? Depende do que você tem, do que você espera das coisas e de sua noção acerca da realidade. Poucos anos atrás para me fazer feliz era preciso mais do que hoje. Eu, em minha meticulosa maneira de querer ser onipotente, onipresente e onisciente, sempre acabava estragando tudo. Queria ter controle sobre tudo e que tudo estivesse pelo menos 80%!

Parnasiana nata, exigia a perfeição em qualquer coisa que viesse de mim ou por mim. Por isso, quando me dedicava a algo era sempre para ser a melhor -- e muitas vezes o era –, mas amargava as consequencias de levar tudo a ferro e fogo.

Confesso que ainda sou um pouco assim, mas já evoluí um bocado. De uns anos para cá, quando me pego em determinadas situações típicas, digo a mim mesma: “relaxa, faça diferente do que faria”, só para mudar a trajetória das coisas. E assim já me flagrei tendo atitudes engraçadas, discrepantes das que me são inerentes e que podem revelar uma Fabiana diferente da que mora dentro de mim, mais espirituosa.
E isto me faz mergulhar em um bem-estar emocional. Talvez atos demasiadamente geminianos, querer ser a cada hora de um jeito, mas sempre com a mesma essência e os mesmos valores. Para viver melhor é preciso ceder até para si mesmo. Ser feliz não é manter tudo de bom a pelo menos 80% (aos 70% estado de atenção, aos 60% situação preocupante, aos 50% infelicidade)! Não se trata de uma tabela percentual, uma meta que deva ser seguida à risca. Ser feliz é conseguir estar em paz e extrair sempre o melhor do que se tem à disposição.

Não preciso de muito. Gosto da simplicidade, dos pés descalços, da risada boba e da importância das pequenas coisas, das brincadeiras retardadas ou infantis e inocentes por mãos adultas, das risadas das risadas. Só depois de muito tempo a gente descobre que não é necessário um motivo para ser feliz. A felicidade não está fora, mas dentro de nós!

Um comentário:

tha disse...

Nossa me identifiquei muito com seu texto.....até porque sou geminiana e vivo essa vida dupla, ou tripla...rsrsrsrs....enfim texto mto bem desenvolvido e simples, porque simplicidade é a base de tudo! bjssss